Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

Inteligência emocional

Gosto daquelas pessoas que dizem que não comemoram o dia dos namorados porque «o dia dos namorados é todos os dias». Acho-os muito à frente. «Estou? Amor? Olha, hoje não vamos poder estar juntos. É dia dos namorados e nós somos mais inteligentes que os outros. Não chores... Vá, sê forte. Grande abraço. Chau.» E ainda dizem que o romantismo morreu.
Marcadores: ,
publicado por Brockston Über Alles às 13:38
link do post
11 comentários:
De Brockston Über Alles a 19 de Fevereiro de 2008 às 21:08
Essa parte eu tinha entendido, o que eu não entendi foi o parêntesis recto.
De Clara Umbra a 19 de Fevereiro de 2008 às 21:15
Pareceu-me que, ao condenar essas pessoas, estaria o Brockston a demonstrar uma "fofura" pouco habitual.
Irra! Não anda a entender o que eu digo ou está a meter-se comigo? Quer dar cabo do meu resto de auto-estima semiótica?
De Brockston Über Alles a 19 de Fevereiro de 2008 às 21:29
Estou apenas e somente a demonstrar incompreensão.
De Clara Umbra a 19 de Fevereiro de 2008 às 21:55
Ok, espatifou a minha auto-estima.
Eu envio-lhe a conta do mecânico. Não vai sair barato, tenho estofos em pele.

Comentar post

© 2008 Brockston Über Alles. Todos os direitos rebarbados.

dantes é que era

links

pesquisar neste brockston

 

subscrever feeds

blogs SAPO