Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008

Boquinha foleira

É frequente dizerem-me no MSN «Tenho de ir. Depois falamos melhor.»

Depois falamos melhor?

Para que conste nos autos. Eu dou o meu melhor em todas as conversas que protagonizo. Se, mesmo assim, consideram que o meu dom de oratória fica aquém dos cânones conversacionais hodiernos, bloqueiem o meu contacto. Até porque já bloquearam o meu coração.

Não sei se repararam, mas este post apenas serviu de pretexto para eu escrever «cânones conversacionais hodiernos». Provavelmente não repararam. Aqui fica a nota.
publicado por Brockston Über Alles às 13:45
link do post
6 comentários:
De Afronauta a 2 de Janeiro de 2008 às 16:46
Oratória vem de orador, de oral! A expressão deverá ser outra porque estamos a falar de escrita!
De Brockston Über Alles a 2 de Janeiro de 2008 às 19:22
Obrigado, Sherlock. Quando precisar de ficar mal visto, já sei a quem recorrer.
De o idiota a 2 de Janeiro de 2008 às 19:23
A verdade é que a escrita de Brockston ultrapassa o papel (ou neste caso, o monitor) e acaba por assumir uma oralidade para lá dos "cânones conversacionais hodiernos" (também quis usar a expressão), principalmente quando usa o microfone.
De Brockston Über Alles a 2 de Janeiro de 2008 às 19:25
Não sei se o Afronauta conhecia o meu advogado.
De julio a 8 de Janeiro de 2008 às 14:38
este homem é um génio!
De Brockston Über Alles a 8 de Janeiro de 2008 às 19:31
Desculpe, Júlio, mas não tenho moedas.

Comentar post

© 2008 Brockston Über Alles. Todos os direitos rebarbados.

dantes é que era

links

pesquisar neste brockston

 

subscrever feeds

blogs SAPO